Sistemas Operacionais (E daí?)

No início Steve criou o Mac e Bill copiou como Windows…. (Bláaaa) essa narrativa já é mais que ultrapassada, e um tanto quanto enfadonha.

O que mais importa hoje nos dias atuais? Essa é a pergunta!

Pois se fosse feita à 06 anos atrás a(s) resposta(s) seria(m) totalmente contraditórias com o que vivemos hoje. Claro que sim!

O que mais importa hoje é a tal da flexibilidade, prima da mobilidade que é amiga da agilidade, que juntas resultam em ganho de tempo! É esse mesmo, o tal do tempo, cada vez mais escasso.

Há algum tempo atrás, os softwares eram escritos (desenvolvidos) para uma única plataforma (sistema operacional), que com absoulta certeza é o Windows na sua versão XP. Qualquer estudante ou entusiasta a desenvolvedor de sistemas estaria estudando Delphi, Visual Basic, etc…

E óbvio, todas as situações eram centradas na utilização de um software (programa) local, ou seja, instalado no computador, ou na rede local da empresa.

Hoje…….. Hojjjjjeeeeeeeee, a situação é outra, ainda existe esse mesmo cenário, onde o software é utilizado localmente, mas o que vem ganhando realmente um grande, e diga-se GRANDE espaço, são os softwares que rodam na nuvem. Doido isso? calma, eu explico. Entendam por “nuvem”, a internet como um todo. Pois os softwares podem funcionar simultâneamente tanto no Brasil, quanto em Nova York, e isso tem sido um grande atrativo para as empresas, que precisam de informações imediatas.

E para utilizar esse tipo de ferramenta, não é necessário um tipo específico de sistema operacional. Pode ser utilizado, Windows, ou Mac OS X, ou Linux.

Por esse motivo, que sistemas como Ubuntu (Linux), ganhou tanto espaço entre os usuários, pois quem já o utiliza, sabe o quanto ele é leve, bonito e principalmente fácil. Livre de vírus, simmmmmmm não existem vírus para Linux, pode comemorar… com um firewall nativo muito bom e de fácil entendimento, uma central de softwares muito legal, para instalar inúmeros aplicativos, e quer a melhor notícia, é gratuito. Isso mesmo!

Hoje, a situação aparenta ser mais controlada, ao menos, aparenta. Na questão Windows pirata, pois esse foi um problema sério que a Microsoft enfrentou com a versão XP. Honestamente, ver um usuário utilizando uma ferramenta “pirata” é dureza hein! Você usuário de softwares piratas, não sabe os riscos que corre utilizando essas ferramentas sem segurança. Sim, pois geralmente quem utiliza o Windows pirata, também utiliza softwares de proteção (como antivírus) piratas, e isso o coloca muito vulnerável na internet. Com a versão 7 do Windows, a coisa, aparenta ter mudado de figura, hoje é comum encontrar a utilização do sistema devidamente legalizado. E isso é um excelente sinal para o Brasil. Ponto positivo!

Agora, quem já teve a oportunidade de utilizar o Mac OS X, com certeza nunca o esquece. A Apple desenvolveu um sistema muito bom, estável, seguro (sem vírus também), o problema é que para se utilizar o Mac OS, é necessário usar o computador da Apple, e esse não é barato, em comparação a outros computadores a venda no Brasil. Mas posso garantir, vale cada centavo do seu investimento.

Assim, entendendo que hoje o sistema não está mais no local, mas sim na nuvem, o usuário/empresa, tem muita liberdade para escolher o melhor cenário para a utilização de ferramentas.

Não importa a plataforma que você utiliza, o que realmente importa é o quanto você a domina!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s